Casada Pede Rola Ao Tato Comedor

Casada Pede Rola Ao Tato Comedor

Casada Pede Rola Ao Tato Comedor

Gosto muito dele, mas queria que ele me desse mais atenção, sexualmente falando. Mas fomos surpreendidos com os pais dos nossos comedores. – É isso que estou dizendo, você é louco.

Dei-lhe um delicioso beijo e caímos esfalecidos. Ainda precisando de porra quente na boca, me voltei para o louro, que tinha acabado de tirar a camisinha. Coloquei meu mastro na entrada da grutinha e fui penetrando com carinho, não nego eu estava gostando muito da situação bastante vergonhosa, um pai no motel com a própria filha, aceitei, valia a pena e meus sentimentos apesar de confusos eram todos de prazer.

"oi, so ( pedro ) ,tenho 17 ,cabelos castanho ,175,75 kg ,moro no interio de sao paulotenho 2 irma ,,as duas loira ,uma de 16 a outra 23 ,,a mas velha ja e casada e nao maro com a jente ,moramos eu ,mae e irma mas nova (deize)a mas velha e( raquel)minha mae e divorciada ,,e segretaria pubrica ,passa o dia fora so jega as 6 hora da tardepos bem ,foi ne uma sesta fera qando minha mae nos avizo,qe irimos passa o fim de semanaem peruibi ,na casa de minha mana (raquel).

Seguimos conversando sobre o que achávamos daquilo tudo, até que meus primos saíram da água e fomos pra casa.

Tudo aconteceu quando eu estava cuidando da casa do meu chefe, sempre que ele viajava nas férias eu cuidava da sua casa para tratar dos cães, no começo eu sempre ia sozinho, até no começo nunca pensei em nada relacionado a zoofilia, até um dia tudo mudou! Sem querer e movido pela curiosidade cliquei em um vídeo de zoo na net e fiquei vendo o cão lamber a buceta da mulher, fiquei maluco de tesão ao ver ela gozando na cara do cachorro, eu tinha que dar um jeito de um dia aquilo acontecer em minha vida, minha namorada na época se chamava Flavia, corpinho legal, seios fartos e uma buceta deliciosa, com o tempo comecei a falar do assunto com ela que no inicio achou nojento, o tempo passou e nos meses seguintes quando meu chefe viajou eu levei ela pra ir tomar conta da casa e dos animais comigo, foi lá que ela teve o primeiro contato com um labrador chamado “Ringo” lindo, branquinho, comecei a provocar ela na sala em que o cachorro estava deitado, deixando ela meladinha fiquei provocando muito, chupando, tive uma ideia! coloquei uma venda nela e e eu mesmo comecei a mamar no seu seio, depois chamei o Ringo que começou a sentir o cheiro dela até que foi lambendo muito a bucetinha dela sem parar, eu mamando no seio e o ringo na buceta, depois ela me chupando e o cão chupando ela, estava louco pra ver ele fodendo ela mas nao deu pq era um cão grande.

– Não, é que é a primeira vez que eu gozaria com outra pessoa.